Amigoone


Pele: cada um com a sua
setembro 10, 2009, 9:50 pm
Filed under: Por Klaine

Inúmeros animais são vítimas da indústria de peles no mundo todo. Para se ter uma noção, ao confeccionar um casaco de comprimento médio matam-se:
125
arminhos
100
chinchilas
70
martas-zibelinas
50
martas canadianas
30
ratos almiscarados
30
sariguéias
30
coelhos
27
guaxinins
17
texugos
14
lontras
11
raposas douradas
11
linces
0
9 castores
entre tantos outros.
Manifestos são feitos, contra esse ato cruel. Internacionalmente temos Pamela Anderson, grande apoiadora das causas animais, que participou de uma campanha sobre esta causa.  O alerta em que a atriz desempenha o papel de agente policial em um aeroporto, impedindo o embarque de passageiros que tenha vesturário feito com pele animal, foi vetado em um canal da CNN por poder “impressionar as crianças”. O vídeo foi idéia da PETA, como tentativa de conscientização. O anúncio conta com o charme e a irreverência de Pamela – vale a pena dar uma conferida!
E nacionalmente teve, em plena Avenida Paulista – São Paulo, um protesto de três mulheres defensoras dos direitos dos animais que se engaiolaram, vestiram uma malha e muita tinta vermelha, simbolizando o sangue e demonstrando o sofrimento causado aos bichos, antes de serem sacrificados.  “Estou me sentindo o próprio animal, é um desespero terrível. Só fazendo algo assim para sentir na pele a causa que a gente abraça.” afirmou a advogada, de 29 anos, Juliana Galisteu dentro de uma das gaiolas. Os protestos seguem por várias cidades do Brasil. (inclusive Porto Alegre!)

Muitas das peles são retiradas dos animais vivos (dizem que os resultados são melhores). Para se obter seda, o bichinho que a produz é fervido vivo para se separar do fio. O abate de coelhos é terrível: o criador quebra sua coluna cervical ou esmaga seu crânio antes de prendê-lo pelos pés e cortar sua cabeça. Muitas das ovelhas são desmembradas ainda vivas. São usados também eletrocussão anal (algumas vezes os animais ficam apenas atortoados, sentindo todas as dores ainda vivos), pauladas e, os que caem em armadilhas são asfixiados com os pés dos próprios caçadores.
Em regiões onde são usadas armadilhas, pelo menos 1 entre 4 animais capturados rói a própria pata na tentativa desesperada de se libertar. Os que conseguem escapar morrem por hemorragia, infecção ou vira presa fácil de outros animais. Pelo menos 5 milhões de animais como cães, gatos, pássaros, esquilos e ameaçados de extinção são acidentalmente apanhados, mutilados e mortos na armadilhas.
Muitas peles vendidas como “pele de coelho” são falsas. A verdade é que pertenciam à animais domésticos como cães e gatos mortos em países asiáticos. A diferença só é comprovada com um exame de DNA, por serem muito parecidas com peles dos outros bichos.
Ninguém precisa de pele pra sobreviver, essa matança só tem uma finalidade: luxo. Existem, atualmente, os couros sintéticos que, além de poupar a vida de muitos animais, são ecologicamente corretos (gasta-se 40 vezes menos energia para produzí-lo). Muitas grandes marcas multinacionais aderiram à essa técnica (Nike como Durabuk, Fila, Diesel, Puma, Reebok, Timberland, Keds, New Balance, etc.)

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: